Notícias

Jornal O Globo destaca projeto de Ana Perugini sobre trabalho doméstico não remunerado

Em uma reportagem de duas páginas, o jornal O Globo, um dos três maiores diários do país, destacou, na edição de domingo (6), a proposta apresentada pela deputada federal Ana Perugini à Câmara dos Deputados (projeto de lei 7.815/2017), que prevê a valorização do trabalho doméstico não remunerado.

Na matéria intitulada “O valor do trabalho invisível”, o jornal traz a informação de que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) planeja lançar, entre 2019 e 2010, a chamada pesquisa de uso do tempo (levantamento com o número de horas que brasileiros e brasileiras gastam para cuidar da casa e das crianças), que vai resultar no “PIB da vassoura” e permitir a criação de políticas públicas e a valorização de atividades feitas predominantemente por mulheres.

“Essas mulheres exercem a atividade mais importante do país, que é a economia do cuidado, o que nos torna humanos. A minha expectativa é que o projeto avance, porque é algo com o qual todos nós, homens ou mulheres, temos de nos preocupar”, afirmou a deputada Ana Perugini, na matéria assinada pelos repórteres Marcello Corrêa e Daiane Costa.

Além da parlamentar, que é coordenadora nacional da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres no Congresso Nacional, o diário ouviu especialistas como a economista Hildete Pereira de Melo, pesquisadora da Universidade Federal Fluminense (UFF); a gerente de Programas da ONU Mulheres, Ana Carolina Querino; o presidente do IBGE, Roberto Olinto; o ex-diretor de Contas Nacionais do IBGE, Claudio Considera; o economista da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Riley Rodrigues; e a diretora da Divisão de Assuntos de Gênero da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal), braço da ONU nas América Latina, María Nieves Rico.

Hildete, Ana Carolina e Olinto participaram do seminário “A inclusão da economia do cuidado, constituída pelo trabalho doméstico não remunerado, no Sistema de Contas Nacionais”, promovido no começo de junho pela deputada Ana Perugini, na Câmara dos Deputados. Na ocasião, Ana anunciou o projeto e promoveu um debate sobre os passos necessários para a criação de uma conta satélite para a mensuração do trabalho não remunerado realizado nos domicílios.

A reportagem traz ainda depoimentos de casais que avaliam o peso dos afazeres domésticos no dia a dia e uma calculadora que possibilita o cálculo do valor do trabalho de cada família. A ferramenta funciona como uma espécie de pesquisa de uso do tempo online, na qual a pessoa escolhe sexo e informa por quantas horas se dedica a atividades como preparo de alimentos, faxina e supermercado.

Leia a íntegra da reportagem:

IBGE planeja para 2020 medir peso dos afazeres domésticos na economia
PIB da vassoura: Uruguai e México já fazem ações com base em conta dos afazeres
‘Mulheres têm carga global de trabalho maior’, diz representante da ONU
‘É uma medida precisa do que a sociedade produz’, diz pesquisadora sobre conta dos afazeres

Notícia anterior

Caism recebe R$ 2,5 milhões de emenda de Ana Perugini para combate ao câncer

Próxima notícia

Com parecer de Ana Perugini, PL que obriga agressor a pagar aposentadoria de vítima avança na Câmara