Notícias

Indicada por Ana Perugini, Marielle Franco vence prêmio Carlota Queirós, na Câmara Federal

A vereadora carioca Marielle Franco, assassinada em 14 de março, é uma das cinco brasileiras agraciadas com o Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós, concedido pela Comissão de Defesa de Direitos da Mulher (CMulher). A eleição ocorreu nesta quarta-feira (07/11), no Plenário 5 do Anexo II, da Câmara Federal.

Marielle foi indicada à diplomação pela presidente da comissão, a deputada federal Ana Perugini (PT/SP), em conjunto com as deputadas Érika Kokay (PT/DF), Benedita da Silva (PT/RJ), Jô Moraes (PCdoB/MG), Luizianne Lins (PT/CE), Maria do Rosário (PT/RS), Margarida Salomão (PT/MG) e o deputado Chico D’Angelo (PDT/RJ).

A cerimônia de entrega do prêmio ocorrerá em Sessão Solene no dia 29 de novembro de 2018, às 9h, no Plenário Ulysses Guimarães. As demais indicadas receberão, posteriormente, certificado de indicação ao prêmio.

238 dias de silêncio

A diplomação in memorian de Marielle ao Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós coincide com a entrada da Polícia Federal, neste mês, na investigação do assassinato da vereadora. Há suspeitas de que uma organização criminosa estaria impedindo as investigações sobre a morte da vereadora e de seu motorista, Anderson Gomes. O caso também é acompanhado por uma Comissão Externa da Câmara Federal.

“A morte de Marielle passa a ser mais um marco de combate à violência contra a mulher e a busca de justiça. Diplomar, ainda que postumamente, a vereadora é uma honra para a Comissão da Mulher que se pauta não só pelas vítimas, mas por exemplos de coragem e postura social. Marielle é, sem dúvida, modelo de ativismo feminino”, afirmou a deputada Ana Perugini.

Vencedoras do Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós

1. Alzira Soriano Teixeira
2. Ana Cristina Ferro Blasi
3. Marielle Franco
4. Mônica Spada e Sousa
5. Renata Gil de Alcântara Videira

Notícia anterior

Não adianta pedir desculpas daqui a 50 anos

Próxima notícia

Comissão da Mulher pede investimento de R$ 307 mi em ações de combate à violência