Notícias

Em ‘dia histórico’, reitor da Unicamp agradece Ana Perugini por investimento de R$ 2,5 milhões no Hospital da Mulher – CAISM

O reitor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Marcelo Knobel, agradeceu a deputada federal Ana Perugini pela destinação de R$ 2,5 milhões ao Hospital da Mulher Prof. José Aristodemo Pinotti – CAISM, por meio de emenda parlamentar apresentada ao Orçamento Geral da União. O recurso, repassado pelo Ministério da Saúde à universidade no final de julho, vai ser empregado na compra de um equipamento de radioterapia interna (braquiterapia), usado no tratamento de mulheres com câncer ginecológico. O agradecimento público foi feito na manhã de sexta-feira (1), durante visita da deputada ao hospital, que funciona há 31 anos no complexo hospitalar da Unicamp.

“É uma grande satisfação para a Unicamp. Em meu nome, em nome da universidade, agradecemos por esse equipamento, que é tão importante para o CAISM”, afirmou Knobel. Segundo ele, o complexo hospitalar – formado ainda pelo Hospital de Clínicas – HC, Hemocentro e Gastrocentro – é referência para aproximadamente 5,5 milhões de pessoas de mais de 60 municípios da região de Campinas, com atendimento 100% SUS (Sistema Único de Saúde). “A gente depende desses recursos [emendas], que estão cada vez mais difíceis, para a manutenção dos equipamentos, que quebram ou se modernizam”, explicou o reitor.

O diretor-superintendente do Hospital da Mulher, Luís Otávio Zanatta Sarian, avaliou o investimento como fundamental. “É um dia histórico para a Unicamp”, disse Sarian. “A deputada Ana Perugini destinou R$ 2,5 milhões ao CAISM. Isso significa que o hospital vai poder voltar a tratar pacientes com câncer de colo de útero e câncer do endométrio, que hoje precisam ser tratadas em outros locais, porque nosso aparelho de braquiterapia deixou de funcionar”, comentou o médico.

Instalado em 2000, o equipamento de braquiterapia do CAISM está desativado desde abril, por falta da fonte de radiação. Sem ele, as pacientes têm sido reencaminhadas a outros centros médicos, como o Hospital Boldrini. “O novo equipamento também significa que mais pacientes serão tratados, que o acesso ao tratamento de câncer será democratizado e que vamos deixar de sobrecarregar nossos parceiros”, explicou o superintendente. “Estamos num momento de crise, e conseguir um investimento desse porte nesse momento é um feito de muito profissionalismo, tanto da deputada como de toda a sua equipe”, enfatizou.

Para a deputada Ana Perugini, o momento é de gratidão. “Quando nós podemos ajudar, é um presente. Quando o doutor Luís Otávio e sua equipe me explicaram o que estava acontecendo, eu me imaginei no lugar de uma mulher fragilizada, sofrendo a radioterapia, por um período de uma hora, numa única posição”, afirmou a parlamentar, referindo-se à baixa eficácia do aparelho antigo, cuja potência foi reduzida pelo tempo de uso.

Quando o equipamento estava em funcionamento, duas mulheres eram atendidas por dia, em longas sessões. Com o novo, que está sendo comprado por meio de licitação, serão realizados dez procedimentos diários, ou seja, cinco vezes mais. “Além de tratar mais, vamos tratar melhor”, sintetizou a médica Ana Paula Fortuna, radioterapeuta do CAISM.

Além do reitor, do superintendente do hospital e da radioterapeuta, participaram do ato a médica Julia Yoriko Shinzato, professores da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, funcionários do Hospital da Mulher, os vereadores Pedro Tourinho (PT) e Carlão (PT), de Campinas; Gervásio Pozza (PT) e Eduardo Lippaus (PT), de Hortolândia; o professor de Direito da PUC-Campinas, Manuel Carlos Cardoso; além de acadêmicos das duas universidades.

Após o ato realizado no auditório do CAISM, a deputada, os anfitriões e os convidados, guiados por Luís Sarian, conheceram o espaço onde será instalado o novo equipamento de braquiterapia e o parque de equipamentos de radioterapia e imagem já existentes no hospital, como os aceleradores lineares, que são complementares à radioterapia interna, no tratamento de tumores femininos.

Notícia anterior

Ana Perugini cobra retomada da política de expansão de institutos federais

Próxima notícia

Economia do cuidado: Ana Perugini recebe apoio da Câmara de Cosmópolis