Notícias

Ana Perugini propõe debate sobre a reestruturação de institutos federais de SP

A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (11) requerimento da deputada federal Ana Perugini (PT/SP) para a realização de mesa-redonda nas cidades de São Paulo e Campinas, a fim de discutir a reestruturação do Instituto Federal de São Paulo (IFSP).

A parlamentar argumenta que o processo de uma possível divisão do Instituto Federal de São Paulo decorrente de recentes movimentações do Ministério da Educação (MEC), exige ampla atenção e discussão, sobretudo em um cenário marcado pelo conturbado momento político e econômico pelo qual passa o país.

“Falamos de 36 campi, 9 campi avançados, 55.454 matrículas (2016), 4 mil servidores e uma enorme e qualificada comunidade acadêmica que colabora enormemente para o desenvolvimento do Estado e do país. Identificar melhores arranjos geográficos e institucionais para as unidades da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica pode ser iniciativa meritória, desde que orientada pelo amplo debate e um processo que envolva adequadamente dirigentes, docentes, técnicos e estudantes”, justifica Ana Perugini.

Há um estudo pelo Ministério da Educação que aponta para um processo de reestruturação (reordenamento) dos institutos federais, cuja discussão é conduzida, no caso particular do IFSP e certamente em outras situações, sem a devida participação da comunidade do próprio Instituto, o que, conforme observação da deputada, é preocupante.

“É necessário envolver a comunidade do IFSP e todos os interessados em todas e quaisquer tratativas relativas à potencial reestruturação e seus desdobramentos, assegurando um processo democrático e consequente de discussão e planejamento que preserve, sobretudo, a qualidade, o caráter público da oferta educacional, patamares crescentes de investimentos, a excelência e a garantia do conjunto de valores que foram consolidados pelo IFSP, portanto, com a efetiva participação de docentes, técnicos, estudantes e toda comunidade acadêmica”, argumenta Ana.

O requerimento pede a presença de representantes da reitoria do Instituto Federal de São Paulo (IFSP), da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec/MEC), de diretores de campi; da (Federação de Sindicatos de Professores e Professoras de Instituições Federais de Ensino Superior e de Ensino Básico Técnico e Tecnológico (PROIFES-Federação), do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), de estudantes do IFSP e da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo Alesp).

Após a aprovação do requerimento, a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados vai oficiar os representantes das entidades convidadas e definir data, local e horário das mesas redondas.

Notícia anterior

Ana Perugini é indicada ao Prêmio Congresso em Foco 2018

Próxima notícia

Corte no Bolsa Família: mais um golpe contra o povo