Notícias

Ana Perugini integra comissões de Minas e Energia e Desenvolvimento Urbano na Câmara dos Deputados

A deputada federal Ana Perugini passou a integrar as comissões permanentes de Minas e Energia (CME) e Desenvolvimento Urbano (CDU), na Câmara dos Deputados. As novas composições dos colegiados, que têm perfil técnico e função de analisar e votar projetos de lei apresentados pelos parlamentares, foram definidas no final da semana passada.

A parlamentar chega à Comissão de Minas e Energia num momento complicado para o país. Com a aprovação do projeto de lei que abriu os campos de petróleo do pré-sal brasileiro à exploração estrangeira, no final do ano passado, o governo Michel Temer deu início à política entreguista. No final de fevereiro, a Petrobras e a francesa Total assinaram acordos de venda de duas áreas do pré-sal e de participação em duas térmicas, numa negociação de 2,225 bilhões de dólares, valor avaliado pelos próprios franceses como abaixo do mercado.

Na ocasião, a deputada protocolou um requerimento na Câmara, pedindo detalhes da negociação ao Ministério de Minas e Energia. Além disso, Ana denunciou, na tribuna, o desmonte da estatal brasileira. “Nossos campos de pré-sal estão sendo entregues à França, a preço de banana”, discursou a parlamentar.

“Vamos trabalhar na Comissão de Minas e Energia, na defesa do nosso petróleo, que é patrimônio do povo brasileiro, e na ampliação de políticas de estímulo à produção de energia limpa”, adiantou a deputada federal Ana Perugini, que volta à comissão em que trabalhou em 2015.

Na Comissão de Desenvolvimento Urbano, Ana vai atuar no desenvolvimento de políticas públicas que melhorem a qualidade de vida das pessoas. Municipalista convicta, a deputada é conhecida no Estado de São Paulo por seu trabalho pelo fortalecimento das cidades.

Além dos novos órgãos, a parlamentar continua nas comissões de Educação (CE), de Defesa dos Direitos da Mulher (CMulher), além das especiais da Crise Hídrica (CEHIDRIC), de Licitações (CELICITA) e das PECs 134/15, que estabelece reserva de vagas para mulheres nos legislativos municipais, estaduais e na Câmara dos Deputados; e 200/2016, que isenta templos religiosos do pagamento de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Ana Perugini ainda é coordenadora-geral da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres, colegiado formado por deputados e senadores com objetivo de fiscalizar e fomentar ações e políticas de enfrentamento à violência contra a mulher e de empoderamento político, econômico e social. Ana também é responsável pelas ações das frentes parlamentares de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e em Defesa da Implementação do Plano Nacional de Educação (PNE).

Notícia anterior

‘O silêncio não vai nos salvar; temos de ir às ruas’, alerta Ana Perugini

Próxima notícia

Ana Perugini é eleita coordenadora-adjunta da bancada feminina na Câmara dos Deputados