Notícias

Ana Perugini indica a ativista Priscila Siqueira ao prêmio Carlota Pereira de Queirós

A deputada federal Ana Perugini, coordenadora nacional da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Humanos das Mulheres, indicou a jornalista paranaense Priscila Siqueira ao Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós 2017. O prêmio é entregue pela Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados a mulheres que tenham contribuído para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e nas questões de gênero.

Priscila Siqueira nasceu em Ponta Grossa, no Paraná, e desde os 22 anos atua em defesa dos direitos de meninas e mulheres. Em 1961, em Lucélia, na região da Alta Paulista, iniciou sua jornada em defesa das empregadas domésticas, que saíam da lavoura de café e acabavam na zona de prostituição que atendia moradores de toda aquela região.

Seu trabalho em defesa das prostitutas a levou a combater uma das piores consequências das mulheres nessa condição: o tráfico de pessoas. Priscila foi articuladora da ONG (organização não governamental) Serviço de Prevenção ao Tráfico de Mulheres e Meninas (SMM), integra o Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas de São Paulo, o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de São Sebastião, faz parte do Conselho Estadual de Condição Feminina, além de ser uma das fundadoras da ONG SOS Mata Atlântica.

Pelo histórico de luta contra o tráfico de mulheres, a ativista foi indicada ao Prêmio Cláudia, em 2008. Organizada pela Editora Abril, a premiação busca valorizar histórias memoráveis de mulheres excepcionais e atuantes na sociedade brasileira.

Mesmo aposentada, a jornalista segue na militância feminista, dando palestras pelo Brasil e apresentando um programa de rádio numa emissora do litoral norte paulista.

Priscila Siqueira vai concorrer ao prêmio com outras 26 mulheres, indicadas por deputados e deputadas de todo o país. A escolha das cinco agraciadas com o diploma será feita em eleição realizada durante reunião deliberativa da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher, no dia 30 de agosto. O Diploma Mulher-Cidadã será entregue no dia 26 de outubro, em sessão solene da Câmara Federal.

ELEONORA MENICUCCI

Além de Priscila Siqueira, a deputada Ana Perugini também indicou a ex-ministra da Secretaria de Políticas para Mulheres no governo Dilma Rousseff, Eleonora Menicucci. Socióloga e professora titular da Universidade Federal de São Paulo (USP), Eleonora foi responsável pela implementação da mais robusta agenda de políticas públicas para mulheres da história do Brasil. A indicação é uma ação conjunta do Núcleo de Mulheres Parlamentares do Partido dos Trabalhadores na Câmara e parlamentares do PCdoB e do PSOL. O ofício foi assinado por Ana e pelas deputadas Benedita da Silva (PT/RJ), Érika Kokay (PT/DF), Luizianne Lins (PT/CE), Margarida Salomão (PT/MG), Maria do Rosário (PT/RS), Alice Portugal (PCdoB/BA), Luciana Santos (PCdoB/PE), Luiza Erundina (PSOL/SP) e Jandira Feghali (PCdoB/RJ).

Notícia anterior

Com parecer de Ana Perugini, redução de jornada para amamentação é aprovada pela Comissão da Mulher

Próxima notícia

Economia do cuidado: Ana Perugini recebe moção de apoio de vereadores de Batatais