Notícias

Ana Perugini destina R$ 550 mil para assentamentos do interior de SP

A Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário do governo federal, antigo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), autorizou a liberação de R$ 550 mil em emendas parlamentares indicadas pela deputada federal Ana Perugini, para o fortalecimento da agricultura familiar em assentamentos de Cabrália Paulista, Castilho e Paulistânia, no interior paulista.

De acordo com informações da secretaria, atualmente vinculada à Casa Civil da Presidência da República, os recursos já estão disponíveis nas contas indicadas pelas prefeituras e só dependem de assinatura dos prefeitos, na Caixa Econômica Federal, para que sejam efetivamente repassados a famílias assentadas.

O dinheiro garantido pela deputada Ana Perugini será investido na compra de caminhões, tratores, máquinas e equipamentos agrícolas, auxiliando os pequenos produtores no plantio, na colheita e no escoamento da produção.

Cabrália Paulista e Paulistânia, localizados na região de Bauru, vão receber repasses de R$ 200 mil e Castilho, na região de Araçatuba, R$ 150 mil.

Defensora da agricultura familiar, a deputada Ana tem trabalhado no Congresso Nacional pelo estímulo da produção e pela melhoria da qualidade de vida das famílias que vivem da terra, em assentamentos do Estado de São Paulo e do país.

Na semana passada, a Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados aprovou o parecer da parlamentar ao projeto de lei 6.325/2016, do deputado Pedro Uczai (PT/SC), que incentiva a produção de energias renováveis, como solar, eólica e biomassa, em projetos de agricultura familiar.

O texto, agora sob análise da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, altera a Lei de Política Agrícola, facilitando a abertura de linhas de crédito para compra de equipamentos, como turbinas e painéis solares.

Notícia anterior

Ana Perugini propõe que misoginia seja tratada como crime de ódio

Próxima notícia

PL de Ana Perugini que valoriza trabalho de dona de casa avança na Câmara dos Deputados